Adote um amigo, Dicas, Gatos, Pet

Encontrei um gatinho abandonado… E agora?

Todos os dias dezenas de gatinhos nascem nas ruas, ou são abandonados por pessoas irresponsáveis. É humanamente impossível para os protetores e ONGs resgatar todos eles – não há espaço, não há dinheiro. Mas, se cada um fizer sua parte, fizer um pouquinho, quem sabe um dia o problema será se não resolvido, pelo menos minimizado.

Se você encontrar um gatinho na rua e se dispuser a abrigá-lo e cuidar dele até que possa ser doado (você só precisa de um banheirinho, até mesmo um box de chuveiro já serve para abrigá-lo temporariamente!), nós teremos o maior prazer em ensinar e orientar sobre o que fazer, como cuidar, como divulgar para que ele encontre um lar. MAS VOCÊ TEM QUE FAZER A SUA PARTE!

Algumas dicas básicas mas muito importantes:

Sua preocupação imediata deve ser a de levar o gatinho ao veterinário, para passar por um check-up, tomar vermífugo e vacinas, dependendo do caso até um bom banho.

Se você já tem gatos em casa, em hipótese alguma coloque o gatinho encontrado em contato com eles. Ele pode ter alguma doença contagiosa que irá colocar em risco os gatos residentes (mesmo que você já o tenha levado ao veterinário, algumas doenças ficam encubadas e só vão se manifestar tempos depois). Mantenha-o isolado em um banheiro ou quarto. Sempre lave as mãos e se possível troque de roupa (ou use um roupão/avental) depois de ter contato com o gatinho resgatado.

GATINHOS ÓRFÃOS

Muitas pessoas se recusam a castrar suas gatas, e quando elas têm ninhadas simplesmente jogam os bebês no lixo, às vezes ainda com o cordão umbilical! Caso encontre gatinhos órfãos, que ainda precisam mamar, acesse os links abaixo e encontrará todas as informações necessárias para tentar salvar essas vidinhas. É trabalhoso, mas a recompensa é imensa! Nos colocamos à disposição para tirar qualquer dúvida e ajudá-lo a enfrentar essa tarefa.

Recebemos inúmeros pedidos de ajuda todos os dias, mas não temos condições físicas nem financeiras de atender a todos eles, pois já estamos cuidando dos vários gatinhos resgatados por nós mesmas. Nosso espaço é super limitado, nosso orçamento mais ainda, e parece que temos um ímã para gatinhos abandonados, onde vamos encontramos um. Não deixamos de ajudar simplesmente porque não queremos (como muita gente insinua) – nos desdobramos para ajudar sempre que possível, mas quando dizemos que não podemos pegar um gatinho é porque realmente não podemos, e sofremos com isso.

Portanto, não resgate um animal achando que vai simplesmente entregá-lo para um protetor ou ONG, porque isso é jogar a responsabilidade em cima de outras pessoas, que muitas vezes tiram do próprio bolso o dinheiro para alimentar os animais que já estão sob seus cuidados. Lembre-se que protetores e ONGs realizam um trabalho de iniciativa privada e VOLUNTÁRIO, e não têm a obrigação de recolher animais acima de sua capacidade. E se você conseguir alguém com disponibilidade para recolher o gatinho que você encontrou, o mínimo que pode fazer é se oferecer para pagar as despesas com vacinas e/ou castração.

Também não resgate um animal achando que irá levá-lo para o “abrigo” ou para o Centro de Zoonoses. Não existe “um lugar para onde eu possa levá-lo”, como muitas pessoas nos perguntam. Não existem no Brasil abrigos mantidos pelo poder público, e CCZs NÃO SÃO ABRIGOS!! O animal terá muito mais chances de sobreviver se você o deixar na rua do que se o levar para o Centro de Zoonoses.

 

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.