Dicas, Pet, Roedores

Tudo o que você queria saber sobre o Porquinho da Índia

O porquinho da índia é um roedor mamífero que foi domesticado para viver junto com os seres humanos. Ele é carinhoso, brincalhão, dócil e adora fazer exercícios em sua gaiola.
Ele é um animal perfeito para quem não tem muito espaço em casa e também não tem muito tempo para se dedicar a um animal como um cachorro, que demanda mais atenção para passeios, brincadeiras, carinho e comida.
O porquinho da índia é também conhecido como preá, cobaia, rato chino ou ratinho da índia, e você nunca deve confundí-lo com um hamster.
Abaixo, listamos algumas características comuns da espécie:

  • Medem entre 20 e 25 cm, e podem chegar a até 1kg;
  • Têm uma expectativa de vida de 5 a 6 anos;
  • Na natureza, vivem em grupos de, em média, 10 indivíduos;
  • São herbívoros, isto é, alimentam-se somente de vegetais;
  • Seus dentes crescem sem parar ao longo da vida toda;
  • Podem ter pelagem curta, média ou longa de diferentes cores;
  • Por serem presas na natureza, são bastante desconfiados e assustados;
  • Diferente de outros roedores, eles não têm hábito noturno;
  • Em vez de ter longas horas de sono, preferem tirar vários cochilos ao longo do dia.

 

Temperamento

A princípio, são animaizinhos tímidos, porém muito afetuosos. Seu manuseio deve ser, simultaneamente, firme e gentil. Aliás, vale uma dica preciosa sobre este quesito: nunca, jamais, em hipótese alguma, vá com suas mãos em direção ao bichinho por cima da gaiola – eles vão gritar de pavor, literalmente. Isto se deve ao fato de um dos predadores dos porquinhos na natureza serem os pássaros. Portanto, para o seu pequeno pet não confundir seu afago com os últimos minutos de vida dele, aborde-os sempre de frente e em um nível bem baixo.
No mais, são animais bem espertinhos e muitos deles associam rapidamente sons a aspectos positivos ou negativos. Por isso, é bem provável que você ouça alguns “cui-cuis” quando abrir a porta da geladeira para pegar verduras para seu pet, pois ele já saberá que um banquete está por vir.

Diferentes raças de Porquinhos da Índia

Existem algumas raças de Porquinho da Índia que se diferenciam, principalmente, pela pelagem. As principais são:

  • Abissínio: o pelo se desenha em formato de rosetas (geralmente, 10).
  • Pelo curto inglês: é a espécie mais comum, a pelagem é uniforme e está presente em pouca quantidade.
  • Angorá: este porquinho da índia é similar ao da raça abissínio, porém, possui pelos mais compridos.
  • Sheltie: possui pelagem bem lisa e longa.
  • Silkie: o pelo cresce partindo da cabeça e indo até o final do corpo. Ele fica em formato de gota, quando penteado.
  • Peruano: os longos pelos é a característica que mais chama a atenção nos porquinhos da índia desta raça. São bem gordinhos.
  • Outras raças de porquinho da índia não muito comuns (pois não são procriadas no Brasil) são Coronet, Teddy, Texel e o American Crested, único representante da América do Norte.

Como diferenciar o macho da fêmea?

Diferenciar os animais machos das fêmeas é uma tarefa bem simples. O macho, ao ser pressionado na região superior, deixará o pequeno órgão à amostra (que tem o formato da letra ‘i’). Já as fêmeas têm a região genital em forma de um ‘Y’ e, caso pressionadas, nada acontece.

Cuidados com o porquinho da índia

Uma das primeiras coisas que você deve saber ao ter vontade de ter um porquinho-da-índia é que ele não é um animal solitário, ele não gosta de viver só. Ele precisa de no mínimo mais um companheiro e de preferência do mesmo sexo, porque os porquinhos-da-índia costumam se reproduzir demasiadamente, então não é recomendado deixar dois de sexos diferentes juntos. A fêmea pode engravidar diversas vezes e fazer mal para sua saúde.
Na natureza o porquinho-da-índia é acostumado a andar em colônias, o macho, a fêmea e os filhotes. Se você quer ter porquinho da índia em casa saiba que vai ter que ter no mínimo dois para que um faça companhia para o outro, se divirtam, brinquem e vivam juntos.


Gaiola

A gaiola do roedor mais comum no Brasil é a de 60 por 40 cm, considerada muito pequena. As medidas de gaiola mais indicas são:

  • de 90x90x30 para um roedor;
  • de 120x80x30 para dois animais;
  • de 180x80x30 para três porquinhos.


Providencie um lugar onde ele possa se esconder e dormir, eles preferem lugares escondidos para se sentir mais seguro.
Se optar por gaiolas com mais que um andar, atenção pela altura de cada andar, o ideal é que não passe de 15cm, uma queda de uma altura superior a essa, poderá causar ferimentos nas patas, o mesmo serve para o fundo da gaiola, a mesma deverá ser sólida, nunca coloque sobre arames ou espaçamentos onde sua pequena pata poderá se enroscar. O ideal é colocar no fundo da gaiola é tecido Soft com toalhas ou tapete absorvente por baixo.
A localização da gaiola também é importante, procure coloca-la em um local onde há fluxo de pessoas, sempre em ambiente interno, pois são muito sensíveis à temperatura. Nunca coloque na garagem, o gás emitido pelos carros são muito prejudiciais a saúde do animal. Procure coloca-la em um móvel que não seja menor que a gaiola para não correr o risco de tombar.

Acessórios e brinquedos

Alguns brinquedinhos também vão ajudar a distrair o seu amiguinho e também fazer com que ele se exercite. O principal é a rodinha, mas existem outros objetos que também fazem essa função, como por exemplo:

  • Tubos de PVC para ele percorrer
  • Rampas e escadinhas, algo que funcione como um obstáculo
  • Papelão
  • Bolinhas
  • Tocas e esconderijos (eles adoram se esconder nesses lugares!)


Você pode tentar fazer esses brinquedos em casa mesmo, e se for usar algo de madeira, lembre-se de optar por material que não esteja envernizado ou pintado, porque isso pode acabar intoxicando o seu pet.
Existem brinquedos para porquinho da índia de madeira também são fundamentais para distração, gasto de energia e desgaste dos dentes. Compre-os somente de lojas especializadas para evitar problemas com pecinhas soltas ou materiais tóxicos.
Outros acessórios essenciais são: comedouro, bebedouro e até um banheirinho, já que porquinhos da índia são muito limpos e aprendem a fazer suas necessidades em um só lugar.
O importante é que ele sempre tenha onde se exercitar. É importante também que ele fique um pouco solto pela casa, sob sua total atenção para evitar acidentes. Se possível, faça um cercado para que ele fique mais protegido e garanta que ele não vá escapar opor alguma fresta no cercado.
Interaja sempre com ele, pegue-o no colo, fale com ele, acaricie-o, é essencial que você reserve um tempo no seu dia para se dedicar a ele. Os porquinhos da índia são muito espertos, e podem aprender alguns truques como saltos, rodopios e ficar em pé.
Não coloque rodas de exercícios que são apropriadas para os hamsters, o porquinho da índia poderá se machucar gravemente.

Alimentação

O primeiro mandamento para manter um porquinho saudável é ter sempre água fresca e limpinha nos bebedouros e oferecer alimentos variados que componham a pirâmide alimentar dele: ração específica da espécie e feno (componentes básicos), vegetais frescos (como escarola e couve) e algumas frutas (por exemplo, melancia e maçã).
Já as comidas proibidas são: cenoura, batata, feijão, figo, couve, couve flor, frutas e demais alimentos humanos.
Como os dentes incisivos da espécie crescem continuamente, também é importante disponibilizar objetos que possam ser roídos – tipo blocos de madeira – para desgastar os dentinhos e evitar problemas de saúde, como doenças periodontais e formação de abscessos. As unhas destes bichinhos também devem ser aparadas regularmente.
O porquinho-da-índia é um animal vegetariano, a sua principal alimentação é a ração própria para sua espécie e é vendida em casas especializadas e em pet-shops. A ração é rica em vitaminas e compostos necessários para a vida do animalzinho. Evite comprar rações que são para alimentar roedores no geral, elas não suprirão as necessidades específicas do porquinho-da-índia.
Na verdade, alguns alimentos humanos podem ser dados para os bichinhos. Uma comida para porquinho da índia, por exemplo, pode ser uma folha como a couve.
Frutas também são boas opções, o que é ótimo para a ingestão de fibras e bom funcionamento do intestino. Só tenha cuidado para não administrá-los em excesso. Deverá ser em pequena quantidade, algo em torno de 20% da alimentação total diária.


Já o feno de capim pode e deve ser oferecido à vontade. Além de aumentar o consumo de fibras, ele ainda é muito importante para desgastar os dentes, evitando lesões e má-oclusão. Nunca deixe faltar na gaiola o feno de rabo-de-gato ou de dáctila para os porquinhos com mais de seis meses, aos filhotes o ideal é o feno de alfafa que só deve ser oferecido aos filhotes com menos de seis meses de vida as fêmeas gestantes ou em período de lactação. O porquinho da índia é um animal precisa pastar, sem algo para isso poderá apresentar problemas no sistema digestivo. A falta do feno pode causar o desalinhamento dos dentes e a falência do sistema digestivo.
Os porquinhos da índia tendem a ter deficiência de vitamina C, portanto é importante que seja administrada 2 gotas de vitamina C por dia, direto na boca, nunca na água ou alimentos, porque a vitamina C evapora na claridade.
Observe o comportamento do seu animalzinho, se ele ficar muito parado, letárgico, sem energia, ele pode estar com deficiência dessa vitamina ou de outras no organismo e isso deverá ser administrado em forma de remédio. Mas atenção! Jamais medique o seu porquinho da Índia em casa! Na dúvida é importante consultar um veterinário para que ele possa identificar se o seu porquinho da Índia está passando por algum outro problema.
Essa é uma parte importante e que se deve tomar todos os cuidados necessários para que seu porquinho da índia esteja sempre com a saúde em dia, não fique doente e sem vitaminas.

Higiene

Fique de olho no substrato! Além de recolher dejetos presentes nele, é recomendado fazer a troca sempre que ele estiver muito úmido, sujo ou com odor desagradável.
Para limpar o reservatório de água, é indicado o uso de um cotonete para limpar o bico, para limpar o reservatório coloque um pouco de arroz cru e um pouco de água, tampe o bico com o dedo e chacoalhe bastante, feito isso enxágue-o bem e está pronto.
Nunca adicione nenhum produto nem tampouco pastilhas de vitamina á água do animal, isso poderá fazer com que ele pare de beber água.
Sempre que for deixar a gaiola exposta ao sol, cubra o recipiente de água com um pano para evitar a proliferação de algas.
Apesar de porquinhos da índia terem o hábito de lamber o próprio pelo para se limpar, isso muitas vezes não é suficiente para mantê-los limpos. Principalmente para aqueles de pelo longo, procure escová-los com frequência para remover sujeiras e pelos mortos.
Sua gaiola deverá ser limpa ao menos 2 vezes por semana, limpe bem os comedouros e bebedouros, retire todos os restos de comida e excrementos, limpe as grades da gaiola sempre utilizando um pano limpo e úmido, poderá usar também um anti-bactericida apropriado para porquinhos da índia. Deixe a gaiola no sol para que seque bem, forre novamente a gaiola usando forros limpos, nunca use serragens ou lascas de madeira.


Também para os porquinhos de pelo longo, é indicado dar banhos nele com alguma frequência. No calor, é possível, vale a pena levá-los para uma tosa. Se acontecer algo que é necessário dar banho e limpar seu porquinho da índia, faça isso com cuidado em um lugar sem corrente de vento e dê banho com água morna, com shampoo especial para roedores. Seque bem seu bichinho, sem o deixar úmido.
Quanto à cabeleira, a frequência da escovação vai depender do comprimento dos fios da pelagem do seu pet – quanto mais longo o pelo, mais sessões de escovação serão necessárias semanalmente. Também vale fazer uma tosa higiênica vez ou outra nos porquinhos de pelo longo para que eles não fiquem se sujando com o próprio xixi e cocô.
Suas unhas deverão ser aparadas frequentemente, use alicate apropriado, e certifique-se de que não irá cortar nenhuma veia do animal, em casos das unhas pretas o ideal é iluminá-las por baixo para ter certeza de que não irá cortar o dedo do animal. Se não se sentir seguro, o melhor a fazer é leva-lo ao veterinário, ele poderá orientá-lo como fazer.
Nos machos é importante que observe a região genitália, caso haja uma secreção, limpe com cotonetes, limpe toda a região com algodão para retirar quaisquer sujeira que fique presa no animal.
Fique sempre atento a ele, observe seu peso, seus olhos, pele e comportamento, qualquer anormalidade procure imediatamente um médico veterinário especializado em animais silvestres.

Apesar de ser pequeno, cuidar de um Porquinho da Índia demanda muita responsabilidade. Se informe bem antes de adotar!

 

Fontes: Petz, Portal Melhores Amigos, Canal do Pet, Tudo Sobre Bichos, Mundo Animal

 

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.