Dicas, Fatos e Curiosidades, Pet, Roedores

Tudo o que você precisa saber sobre Hamsters: Características, cuidados, dicas e curiosidades

Muitas vezes quem adota um novo pet se surpreende com o comportamento do bichinho e não sabe bem se determinadas atitudes dele são normais. Os hamsters, por exemplo, que são bastante populares em famílias com crianças, são dóceis e brincalhões.
Os hamsters são animais que participam da vida familiar, não custam caro, são baratos para alimentar, ocupam pouco espaço e são fáceis de lidar – assim, mesmo as crianças podem cuidar deles. Os hamsters são noturnos e dormem durante o dia, mas ficam felizes em brincar quando os pequenos chegam da escola.
Entretanto, é importante saber que a expectativa de vida do hamster é pequena – em geral de um ano e meio a dois anos – assim, querendo ou não, você terá de ajudar seus filhos a enfrentarem a experiência da perda.
O nome “Hamster” vem do termo alemão “hamstern”, que significa “acumular” ou “armazenar”, referência às grandes bochechas. 
Ao contrário do que se imagina, hamsters não mordem – a não ser que estejam sendo mal cuidados. Quando estão assustados, os simpáticos bichinhos podem colocar seus grandes dentes em ação. Por esse motivo, #ficadica: nunca tente pegar seu bichinho enquanto ele estiver comendo ou dormindo!

Mas qual hamster devo comprar?


Na hora de comprar pense no tamanho do hamster que você quer. Os hamsters anões Campbell ou hamsters anões russos, por exemplo, atingem de 7.5 a 10 cm de comprimento, enquanto os hamsters-sírios atingem de 13 a 18 cm. Há ainda outras duas opções interessantes: os hamsters-chineses que chegam a ter de 8,5 a 13 cm de comprimento quando adultos e os hamsters Roborovski que mal atingem os 6 cm de comprimento quando adultos.
A cor também varia dependendo da espécie do hamster. Os anões Campbell são, geralmente, de um tom marrom acinzentado com uma listra preta; os hamsters-sírios, em sua maioria, são dourados, mas podem apresentar outras cores; os hamsters-chineses são marrom-escuros, com a barriga mais clarinha; os hamsters Roborovski tem um tom de areia amarronzada e a barriga branca.

O que observar na hora da compra?


Seu novo hamster deve ter de quatro a oito semanas, olhos espertos, dentes saudáveis e orelhas em pé. Ele não deve morder ao ser segurado, nem demonstrar qualquer sinal de ferimento. Procure também um hamster que não se assuste facilmente ao tentar ser segurado. E lembre-se de só tentar segurar o hamster em cima de uma superfície sólida, para caso ele se assuste e pule.

Como deve ser o lar do hamster?


Os hamsters precisam de muito exercício; assim, escolha uma gaiola grande de no mínimo 60 cm por 40 cm. Uma outra boa opção é usar uma caixa de areia com uma tampa de arame que proporcionará uma boa ventilação. Contudo, independente da sua escolha é preciso ficar atento para que o lar do seu bichinho não fique exposto diretamente à luz solar, já que o hamster pode ficar sujeito à insolação. É recomendável também mantê-lo em um local silencioso longe de outros animais para reduzir o estresse.
Para preparar um ambiente confortável espalhe uma camada espessa de serragem na base da gaiola e coloque uma boa quantidade de material que lhe sirva de cama – tiras de papel de seda parecem ser o material mais seguro (até mesmo papel higiênico sem cheiro pode ser usado). Não utilize jornais velhos, uma vez que a tinta pode ser venenosa para um hamster. É bom evitar também utilizar algodão pois ele é indigerível e pedaços podem se enrolar nas extremidades do hamster impedindo a circulação levando-o a óbito.

1. Escolha uma boa gaiola


O primeiro passo para ser um mestre ao criar hamster é escolher uma boa gaiola. Afinal, este será o lar do seu novo amigo. Diferentemente de outros pets, os pequenos roedores raramente ficam soltos pela casa.
Assim, é importante preparar um espaço em que ele se sinta confortável. Hoje, em lojas especializadas como a Petz, encontramos vários tipos de gaiola para hamster disponíveis, cada um com suas vantagens. Os principais são:
Gaiola de arame: em sua maioria, é composta de uma base de plástico e uma superfície de arame. Apesar de possuir uma boa ventilação, é mais difícil de higienizar;
Gaiola de plástico: seu ponto positivo é que pode ser personalizada. Normalmente, é possível ajustar o tamanho com túneis e anexos, tornando o espaço ainda mais agradável para o roedor. Entretanto, a ventilação é prejudicada,
Aquário: feito de vidro, costuma ser esteticamente mais bonito. Seu ponto negativo é a locomoção, já que costuma ser muito pesado e desajeitado.
O estilo de gaiola escolhido vai depender do perfil do tutor. Independentemente de sua preferência, o importante é criar um ambiente confortável para o hamster!

2. Coloque a casinha em um lugar agradável


Outro ponto importante sobre como criar um hamster é a localização da casinha de hamster, ou a gaiola. Nossos amigos roedores não conseguem mudar o lar de lugar quando se sentem desconfortáveis por algum motivo, não é mesmo?
Por isso, é necessário escolher um local agradável dentro de casa, no qual o pet e o restante da família ficarão confortáveis. Alguns pontos que você precisa levar em consideração quanto a isso são:

  • Escolha um local protegido, verificando se a casa do seu novo amigo está longe de raios diretos do sol, vento e chuva;
  • Lembre-se de que hamsters são espécies ativas, especialmente durante a noite. Por isso, uma gaiola no quarto pode não ser uma boa ideia,
  • Evite locais muito altos, pois seu pet pode fugir e sofrer uma queda, ou a gaiola pode cair por um esbarrão desastrado.

Como limpar a gaiola?


Para limpar a gaiola basta usar um detergente neutro diluído em água. Os hamsters não cheiram mal se você mantiver suas gaiolas limpas. Eles costumam urinar na mesma área, assim você deve limpá-la e trocar a serragem ensopada de dois em dois dias. Uma vez por semana, limpe toda a gaiola. Jogue fora a serragem e a comida velhas, além de lavar bem e secar a base da gaiola. Se necessário, coloque serragem nova e um material novo para servir de cama. Depois, lave a garrafa de água e encha-a novamente.
Se preocupe com a higiene
Hamsters são animais muito higiênicos. Assim como os felinos, eles mesmos cuidam de sua própria limpeza, com linguadas e cafunés. No entanto, isso não significa que você não precisa se preocupar com a higiene do seu pet. Para isso, é importante seguir alguns passos:

  • Limpe a gaiola regularmente, pois os hamsters passam quase o dia todo no abrigo. Diariamente, é necessário verificar como está o substrato higiênico, limpar as necessidades e trocar itens se for preciso;
  • Faça faxinas quinzenais na gaiola. Limpe a base, as paredes e troque todo o substrato. Aproveite para higienizar também o comedouro, o bebedouro e os brinquedos,
  • Os roedores podem até não tomar banho com água, mas adoram banho de areia. Em lojas especializadas, você pode encontrar pó para banho a seco de roedores, ele ajuda seu amigo a se manter limpo e saudável.
     

Higiene do animal


Apesar de serem conhecidos como animais bastante higiênicos que gostam de se limpar, os hamster precisam tomar banho. Mas os veterinários alertam que esse banho deve ser a seco e não com água e sabão.
“Os banhos não devem ser frequentes, apenas a cada 2 ou 3 meses. Essa higienização é feita através de lenços umedecidos ou até mesmo como um shampoo em pó especial para roedores, que é uma opção excelente para dar banho no hamster”, explica uma especialista em roedores.

Cuide da alimentação


Após preparar a casa perfeita para seu amigo roedor e realizar a mudança, é hora das preocupações do dia a dia. Entre elas, uma pergunta frequente sobre como criar um hamster é em relação à alimentação. Hoje, encontramos algumas opções exclusivas para eles. As principais são:

  • Ração: a melhor opção para alimentação. Esse produto é elaborado por especialistas e contém tudo o que seu amigo precisa. Dê preferência por rações do tipo premium, que são produzidas com itens nobres e completos;
  • Feno: também é um item essencial para hamsters. Se trata de um preparado de vegetais secos. Por suas características, é quase inteiramente de fibra, e é ótimo para manter o sistema digestivo do bichinho saudável,
  • Alfafa: um ótimo alimento para roedores. Também é um vegetal seco, mas é uma erva rica em nutrientes! Deve ser oferecida como petisco, pois seu excesso pode causar problemas de saúde.

Lembrando que os dentes desses pets, assim como os de outros roedores, nunca param de crescer. Assim, eles precisam exercitar bem a mandíbula e o melhor jeito de fazer isso é comendo! Por isso, é importante oferecer uma boa alimentação para o peludinho.
Os hamsters são onívoros, ou seja, comem tanto matéria animal quanto vegetal, assim precisam de sementes, frutas frescas, vegetais e proteína animal. Certifique-se de que você selecionou uma mistura para hamsters que inclui amendoim e sementes, além de rações para roedores, que contêm proteína animal.
Uma informação muito importante que todo dono de hamster precisa saber é: os hamster são acumuladores. Sendo assim, caso você encontre algum estoque secreto de comida, não remova do lugar pois pode causar estresse no animal. Caso a comida esteja velha, remova e substitua por uma comida fresca, colocando no mesmo lugar onde encontrou.
Evite colocar a comida em tigelas de plástico e dê preferência as de metal, pois a maior parte dos hamsters podem acabar comendo a vasilha de plástico.

     

E a bebida?


Os hamsters necessitam de água, mas os recipientes costumam ficar sujos bem rápido. A melhor solução é uma garrafa de água fixada à gaiola, de modo que o local fique ao alcance do hamster. Tente trocar a água diariamente a fim de mantê-la sempre fresca.

Como divertir o seu hamster


Após escolher o viveiro para hamster, é hora de deixar o novo lar do seu pet perfeito! Assim, alguns itens serão necessários:
O substrato higiênico fica na base da gaiola. Além de servir como absorvente para as necessidades do pet, ainda é um espaço fofinho para ele dormir e brincar. Pode ser feito de diferentes materiais, e os mais comuns são serragem e granulados. O comedouro e o bebedouro são importantes para que seu bichinho fique nutrido e saudável. Busque uma opção exclusiva para roedores, esse tipo é preparado com materiais que não apresentam riscos ao pet.

Estimule os exercícios


Se você já conviveu com um hamster sabe que eles são muito ativos! Por isso, estimular os exercícios é muito importante. A clássica roda de hamsters ajuda, mas não deve ser a única opção. Outro item muito indicado é a bola de exercícios, feita de plástico transparente. Ótima para seu amigo praticar as caminhadas e correr pela casa. Com ela, o pet pode visitar outros ambientes de forma mais independente. E não se esqueça de que outros brinquedos também são bem-vindos! 
Além de distraírem e desestressarem o pet, os exercícios ajudam seu sistema imunológico e melhoram a qualidade de vida.  Esses pets são muito ativos e adoram se exercitar. Busque pontes, bolas e espaços nos quais eles possam entrar. Os roedores adoram jogos e brincadeiras.
Lembre-se de que seu roedor passará boa parte do seu tempo dentro da gaiola. Ter um lar confortável não só o deixará mais feliz, como também mais saudável!
Para acabar com o tédio do seu roedor confira essas dicas:

Tire o bichinho da gaiola.
O melhor é levá-lo de vez em quando para brincar na grama, ao ar livre, em um cercado de arame. Ele vai se sentir como se estivesse no campo.

Recorra aos acessórios.
Hamsters gostam de rodas de exercício, onde ficam horas girando. Eles são excelentes alpinistas também: gostam de balanços, escadas, redes…

     
     

Faça pistas de obstáculos.
Use tubos de papelão ou garrafas plásticas. Também é possível fazer túneis para seu bichinho se enfiar.

Dê a ele algo para mastigar.
(pedra-pomes, toquinho de madeira) para que não roa tudo o que encontrar. Para a saúde e o bem-estar do bicho, há guloseimas mastigáveis que você pode comprar para ajudá-lo a desgastar os dentes.

Interação

O hamster é um animal com hábitos noturnos e que passa a maior parte do tempo dentro da gaiola, mesmo assim o dono deve interagir e criar vínculos com ele. Para iniciar o contato é preciso tomar cuidado ao pegar o pet: “evite cheiros fortes e, na primeira vez, utilize luvas de lã para que o animal possa sentir o próprio cheiro, favorecendo a aproximação”.
Outras dicas dos veterinários para que haja uma boa relação entre o hamster e o dono são: evitar barulhos altos e movimentos bruscos perto do pet; além de tomar cuidado com quedas, já que esse animal é muito delicado.

Idas ao veterinário


É indicado levar o hamster ao veterinário pelo menos duas vezes ao ano. O profissional irá fazer um check-up da saúde do pet – uma forma de prevenção de doenças.
Por exemplo, é nessas consultas periódicas que podem ser detectadas faltas de algumas vitaminas no organismo do hamster, algo muito comum em roedores. Caso isso aconteça, uma suplementação será receitada e poderá evitar o desenvolvimento de muitas doenças.

Hamster transmite doenças?


Muitas das medidas para preservar a saúde do animal são mitos populares e precisam ser esclarecidas a fim de prolongar a vida do pequeno roedor e evitar que sua relação com humanos seja mais prejudicial do que benéfica.
As doenças transmitidas por eles aos humanos, por exemplo, são mais raras do que se imagina. Porém, como são roedores, o risco existe e precisa ser evitado. Por conta disso, é preciso evitar colocar o hamster perto do rosto e lave bem as mãos após brincar com ele. Outra dica importante é manter a gaiola sempre limpa, inclusive a casinha, para onde o animalzinho costuma levar comida. Isso minimizará os riscos de doença, tanto para o dono quanto para o pet.

Curiosidades 

1. Hamsters aprendem seu próprio nome


Não. Você não entendeu errado! Este pequeno roedor é muito inteligente, e pode aprender seu próprio nome. Especialistas dizem que basta que ele ouça o apelido com bastante frequência. Se você quiser estimular, fique repetindo o nome de seu amigo próximo a ele. Em breve, o ratinho vai aprender e começar a atender quando for chamado.

2. Seus dentes nunca param de crescer


Como são roedores, os dentes dos hamsters nunca param de crescer. Essa é uma forma dos bichinhos sempre estarem com sua alimentação regulada, já que dentes pequenos podem comprometer a nutrição. Mas não se preocupe, com o ambiente correto seu hamster não ficará dentuço e nem perderá sua fofura típica.
Para isso, basta fornecer uma ração equilibrada, além de brinquedos e outros acessórios para hamster, facilmente encontrados aqui na Petz.
Assim, é possível manter dentes fortes e saudáveis. Se achar que seu amigo está um pouco dentuço, procure um veterinário de animais silvestres.

3. São animais muito higiênicos


Que eles são muito fofos ninguém desconfia, mas você sabia que os hamsters são animais extremamente higiênicos? Nossos amigos roedores gostam de limpeza, e um ambiente bagunçado faz mal à sua saúde.
Para ajudar no bem-estar de seu pet, retire as sujeiras todos os dias. Além disso, é recomendado limpar a gaiola para hamster por uma vez por semana, com produtos apropriados.

4. Eles adoram um friozinho

Os hamsters são originários de locais frios, como a China e a Mongólia. Por isso, eles adoram temperaturas baixas e não se dão bem em locais muito quentes.
Portanto, evite que seu amigo fique exposto ao sol, principalmente durante o verão. Além disso, deixe a casinha de hamster longe de fontes de calor, como aquecedores e outros eletrodomésticos.

5. O hamsters são verdadeiros atletas


Pode não parecer, mas este pequeno roedor é um verdadeiro atleta! Hamsters, naturalmente, adoram exercícios, e podem brincar durante horas. Por isso, providencie uma gaiola grande, com muito espaço para as atividades do pet.
A clássica roda de corrida é um item fundamental. Mas, também ofereça outras opções de brinquedos para hamster. Com a bola para roedores, por exemplo, ele pode correr pela casa e interagir com a família!

6. Cuidado com a autodefesa


Apesar de dóceis e brincalhões, os hamsters são pequenos guerreiros, e se defendem caso se sintam ameaçados. Como você é muito maior que seu mascote roedor, às vezes, ele pode se sentir ameaçado.
Assim, não se assuste se, ocasionalmente, levar algumas mordidas. Uma boa dica é evitar acordá-lo, pois isso pode deixar o pet assustado e reagir com os dentinhos.

7. Compartimento especial para comida


Apesar de pequeninos, os hamsters são muito gulosos. Para ajudar em seu comportamento comilão, nossos amigos possuem bolsas especiais nas bochechas, desenvolvidas para guardar comida.
Não fique assustado, no entanto, se perceber que seu pet está comendo bastante. Diferente de outras espécies, os hamsters não comem mais do que devem, e sabem a hora de parar. Por isso, pode deixar o comedouro sempre cheio!

9. Eles são um pouco cegos


Os olhos pretos dos hamsters podem ser fofos, mas eles não são muito bons para enxergar. Estudos mostram que a visão desses roedores é bem ruim, e muitas vezes eles utilizam os bigodes para se orientar. Por isso, já sabe: nada de cortar os bigodes de seu hamster.

10. Tudo sobre hamsters: expectativa de vida


Com os cuidados certos, seu amigo roedor poderá viver de dois a três anos, sendo sempre uma ótima companhia. Por essa razão, é importante saber como cuidar de um hamster. Porque, afinal, eles dependem de uma alimentação equilibrada, ambiente limpo e higienizado, além muitos outros cuidados.

 

 

Fontes: Seleções, Canal do Pet, AZ Petshop e Petz

Postagens Relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.